6 de abril de 2018

Para todos os tipos de mãe...


para a mãe que desabrocha, rosa
para a mãe que bem-me-quer, margarida
para a mãe que gosta de champanhe, tulipa
para a mãe que gosta de orquestra, orquídea
para a mãe que é um violão, violeta
para a mãe que não dorme, girassol
para a mãe que trabalha, sempre-viva
para a mãe que defende, boca-de-leão
para a mãe que é linda, lírios
para a mãe que gera, gerânios
para a mãe que ama, amor-perfeito

Martha Medeiros, livro Cartas Extraviadas

___________________ Crônicas de Martha Medeiros

26 de março de 2018

Radar de mãe não se despreza.


Eu nunca me arrependi de ouvir minha mãe, sempre confiei no bom senso dela, erros maternos possuem uma ternura que os transformam em acertos póstumos. Não só a ame como a escute. Confie no seu sexto sentido, preste atenção no que ela diz nas entrelinhas, respeite sua vivência, acredite no quanto ela lhe conhece e lhe quer bem, aprenda com sua sensatez, aceite seus palpites.

Não é preciso assinar embaixo de tudo o que ela diz, mas, ainda assim, leve em consideração suas dicas e impressões. Radar de mãe não se despreza.’

Martha Medeiros, crônica Escute sua mãe