10 de junho de 2014

Reboliço Positivo

" Por muito tempo achei que a minha filha poderia ser ou fazer algo a mais se eu fizesse mais e mais por ela. Claro que podemos, e sim melhoram com empenho. Mas com o tempo percebi o quanto me enganei. E como é bom ver que estamos enganadas. Que não sou, não fui e nunca serei mulher maravilha. Como é bom a paciência do tempo nos ensinar. Que não tenho varinha mágica. Mas o amor é mágico, a paciência é terapêutica, e a fé move montanhas. E se não mover, ela causa um reboliço muito positivo dentro da gente. "

(Adriana)

8 de junho de 2014

Adversidades

Quando tudo é adversidade você é felicidade. Lá fora a chuva cai, e você pula de alegria. Mesmo quando chora em sua própria defesa sei que sua força te permite sair depois sorrindo. Você não é previsível, você é forte! Eu ainda tenho muito o que aprender com você... Sigo seus passos, tropeço... Mas sei que sempre me espera com braços dispostos a abraçar, a ter um olhar terno e agradecido, palavras de amor, pra que eu não esqueça quem eu sou. Pode ser que no caminho eu esqueça de mim, mas sempre tenho você pra me lembrar. O poder do sentimento é mais forte do que podemos imaginar. Se nos apegássemos infinitamente nas coisas mais importantes e esquecermos as que não nos agrega com certeza não perderíamos tanto tempo para realizar mais o que é indispensável para se viver.
Por isso eu acredito que não exista nada maior nem mais forte do que Deus e Amor em nossas vidas.
Não tenha dúvidas minha filha, você me ensinou e me ensina muito. E se sou o que sou, devo inteiramente a você!

(Adriana)

7 de junho de 2014

Só uma pessoa feliz vive grata com aquilo que tem

Muitas pessoas precisam lutar para continuar vivendo. A minha filha lutou e por isso está aqui. Se você a vê em uma cadeira de rodas sorrindo e acha que ela não vive a respeite muito. Porque só uma pessoa muito feliz vive grata com aquilo que tem.
Adriana

5 de junho de 2014

Ser Mãe!

“Te vi ali, frágil, pequena e me senti uma louça que com qualquer choro seu me quebraria. Não sabia da dimensão do que eu fizera. Não sabia como te pegar nos braços. Tive medo. Muito medo. Me senti impotente. Me senti inútil. Mas ousei aprender. Depois, me senti uma mágica guiada por Deus. E percebi que o mágico é ELE! Eu, apenas a varinha mágica conduzida pela luz do amor. Meus erros, meus acertos me ensinaram que muitas e muitas vezes fui segurada no colo como uma filha que precisava muito. Me senti abraçada por Deus. E quando eu entendi que eu era especial, olhei profundamente para o sorriso da minha filha. Seus olhos brilham de tanto amor e gratidão. Ser mãe, especialmente a sua, é o grande presente que ganhei. Eu não sabia a dimensão desse amor. Não sabia que seria tão amada por você. Hoje, ser mãe para mim é um presente em que seu coração bate aqui comigo. Sei que o meu bate com o seu e quando somos mães temos dois corações enormes batendo dentro do peito. Para sempre!”.
Te amo minha querida. Você é meu amor incondicional!

(Adriana )

3 de junho de 2014

Basta querer!


Não vejo sentido em escrever sobre a vida da minha filha de uma maneira triste. A Jaqueline é alegria. Acho que se todas as pessoas vissem seus filhos dessa maneira não se vitimariam tanto. Eu sei que o sofrimento dói. Sei que a vida é mais difícil pra um, e menos pra outro. Mas você já parou pra pensar nos monstros gigantes que cria a partir de uma situação difícil? Se todos nós tivéssemos a oportunidade de um olhar prático como o da minha filha que olha pra uma dificuldade, sente medo, chora, reclama enquanto passa apenas, e depois saísse sorrindo tudo seria mais fácil. Mas nós, erramos repetidamente no antes, no durante e no depois. Então potencializamos a dor, e na maioria das vezes não conseguimos ser diferentes. Então eu penso que esse rótulo que colocam em nossos filhos deveria ser colocado nas pessoas que fazem. Porque o mundo anda todo igual mesmo na ignorância, no preconceito, na falta de educação, de coração, de olhar terno e ingênuo. De boas palavras, de boas intenções de humanidade. A diferença é gritante mesmo. O mundo não se acostuma com nossos filhos porque eles que precisam se adaptar ao amor. E se eles sentassem por um momento na cadeira da minha filha e tivessem a capacidade de ter seu corpo físico, de sentir o seu coração e seu sorriso, com certeza seriam pessoas normais. Pessoas que amam, pessoas que são felizes com o que tem com o que são com o que dão pouco se importando com o que falta aos olhos piedosos. Aí sentiriam na pele que poderiam ser melhores pra si. Entenderiam que ser instrumento de Deus não é pra qualquer um. Que ELE ama todos de forma igual. E que perante ELE somos todos especiais. Mas fazer por merecer a graciosidade da vida é pra poucos! Por isso nos sentimos muito felizes. Porque passar por tanta coisa, passar perto da morte, e não ficar reclamando é um grande ensinamento. Viver é muito simples. Basta querer!
(Adriana)

2 de junho de 2014

É Jesus!


Porque há explicações para tantas coisas...
Mas a única pra Vida. É Jesus!
_Sirlei L. Passolongo_

1 de junho de 2014

Tem gente...

Tem gente que Deus coloca na nossa vida só pra nos dar paz. Que nos empurra pro melhor de nós, que nos guia pro caminho do bem. Gente que é sorriso em dia feio, que é suporte quando parece faltar chão. Tem gente que pensa e repensa jeitos de nos fazer bem, que se preocupa e demonstra.Gente que é abraço, mesmo de longe, e a certeza que tudo vai dar certo.Que empresta coração pra gente morar, que planta pensamentos bonitos nos dias da gente…


Karla Tabalipa