28 de julho de 2014

Ternura


Quando olho pra você filha.... Eu vejo uma porção de possibilidades... Vejo coisas tão bonitas, sinceras que mal posso descrever com tamanha exatidão.

O modo que você vive é lindo! Gostaria de verdade que todas as pessoas vissem a vida da maneira que vê. 
Em seus olhos há um sorriso verdadeiro, daquele que vem lá do fundo do coração.
A sua inocência ao mesmo tempo que a sua esperteza, seu jeito alegre de encarar a vida e a sua força gigantesca por trás do seu jeito delicado, aparentemente frágil de ser.
Não sou suspeita pra falar. Depois que você chegou em minha vida pude entender muita coisa. Pude entender porque existo. Pude reconhecer meu valor através de você, um espelho melhorado de mim. Por isso nós nos entendemos tanto que parecemos uma só!

Muitas pessoas podem achar exagero, afinal toda mãe é assim. Mas nem todas. Nossa conexão é tão forte que posso ter a oportunidade de viver com você coisas que jamais pensei em concretizar!
Essa sua capacidade de falar eu te amo (de verdade), de me sorrir com seus olhos, de mostrar seu carinho e sua ternura, me abraçar dizendo: Obrigada mãe por simplesmente me amar! 

Sou muito grata, e amarei você sempre... Incondicionalmente... Nunca sairei do seu lado. E saiba que eu admiro muito você! Sua força e apesar de todas as batalhas você nunca foi diferente do que você é.
Nós crescemos e evoluímos juntas. Aprendo a cada dia com você, muito mais do que você comigo.
A tarefa de ser sua mãe é difícil, ao mesmo tempo que doce... Vale a pena cada instante, e cada lágrima que derramei foi perfeitamente justa.

Você é o presente mais lindo que eu poderia ter. E todos os dias quando olho pra você e me lembro tudo que você passou, qualquer problema, tristeza, dor é mínima diante de tudo que superou. Eu respiro fundo, sigo em frente, mesmo que cansada eu tento mais um pouco porque eu percebo que se você conseguiu eu também vou conseguir. E se de repente hoje o obstáculo for grande, com um pouco de esforço ele pode até não ser vencido de imediato, mas a cada dia vamos treinando, pegando impulso pra atravessá-lo. Quedas? Nos fortalecem. Deixam alguns machucados é verdade. Mas aprendi com você que a gente nunca deve desistir de lutar. Mesmo que todas as possibilidades sejam do não. Há uma brecha... Nessa brecha há uma luz... E nessa Luz tem Deus... E ao meu lado.... tenho você!

(Adriana)

Nenhum comentário:

Postar um comentário