27 de junho de 2015

Ser amado


Na vida não tem nada mais que nos cansa, não tem nada mais cansativo na vida do que você ser aquilo que você não é. È muito bom à gente ser olhado nos olhos por alguém que nos permita ser só aquilo que a gente está conseguindo naquela hora, alguém que nos acolha do jeito que a gente é ou do jeito que a gente está. Por isso que eu creio que o verdadeiro amor chega às nossas vidas não no dia que o outro diz que nos ama, o verdadeiro amor chega no dia que o outro sem dizer uma só palavra nos olha nos olhos e nos convence que nos ama, sem precisar dizer, sem precisar usar o recurso da palavra, nos olha nos olhos e nos deixa a vontade, pois as pessoas que verdadeiramente nos amam nos deixam a vontade para sermos aquilo que realmente a gente é. Não fica exigindo o que a gente não pode, sabe por quê? Ela não ama a expectativa, mas ela ama a realidade. Eu sou amado não é quando eu mostro apenas as minhas qualidades, eu me sinto amado é no dia que o outro descobre o meu maior defeito e mesmo assim diz “EU TE AMO”. Precisamos ser na medida certa, olha se for pra eu entrar na sua vida eu só quero lhe fazer o bem, porque gente que lhe faz o mal já tem. Por isso quando alguém for entrar na sua vida, antes que isso ocorra tire sua maquiagem, pra ele ver bem quem você é, pra ele não amar uma ilusão, mas pra ele amar você de verdade, é assim que a gente se sente amado na vida no momento que a gente possa se mostrar de fato, se mostrar de verdade: “Eu sou só isso”, ai o outro diz” Eu não consigo ser nem a metade do que eu sou longe de você”. Ai a gente começa a ser fazer bem. Isso não só no namoro, mas também na amizade se for pra eu ser seu amigo que seja pra lhe fazer bem, porque se não, não faço falta, não faço a menor diferença, se for pra entra na sua vida que seja pra te fazer melhor do que você é. É isso que faz toda a diferença porque a gente ser amado no momento que a gente merece é fácil, e agora quando você faz tudo errado ai você descobre se o outro te ama ou não. Porque na vida a gente só tem o direito de dizer “eu amo você” se antes dizermos inúmeras vezes “eu perdoo você”. Se não tem perdão nunca existiu amor. Se não é capaz de perdoar seu erro nunca te amou. Sozinho eu não consigo ser nem a metade do que eu sou, por que ao seu lado você me ajuda a esquecer de meus defeitos. 
É isso que faz a diferença nas nossas vidas.

 (Padre Fábio de Melo)