4 de dezembro de 2016

Mãe...


Uma mulher é apenas uma mulher, mas uma mãe é um vulcão, um furacão, uma enchente, uma tempestade, um terremoto. Uma mãe é invencível. Não há perda que ela não transforme em força. Não há passado que ela não emoldure e coloque na parede. Não há medo que a mantenha quieta por muito tempo.’
___________________ Crônicas de Martha Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário