14 de abril de 2017

Amor compreendido e correspondido...


O amor de mãe
é um amor que tem a capacidade de vestir e despir...
O amor de filho também faz isso...
Ele nos veste de incertezas
e vai nos despindo das certezas...
Ele nos desmascara da nossa prepotência de que somos fortes o tempo o todo
e nos mostra também que não somos fracas...
No final das contas, o que importa dentre todas as verdades
é o que de fato resta: O amor correspondido e compreendido.

(Adriana Silva)