6 de agosto de 2017

Ser mãe


Eu adoro ser mãe, mas não as 24 horas do dia. Até mesmo as que contam com um séquito de babás e motoristas fantasiam, de vez em quando, com uma vida sem dependentes. Não é pecado, não somos santas.

Martha Medeiros, crônica Ainda sobre as mães

Nenhum comentário:

Postar um comentário